Traficante suspeito de assassinatos é preso pela Divisão de Capturas



Agentes da Divisão de Capturas da Delegacia Especializada em Crimes Contra o Patrimônio (DECCP), sob comando do delegado Celso Pacheco, prenderam às 11h da manhã dessa sexta-feira, 23, o traficante Jeferson Alexandre Santos de Souza, 22 anos, que é acusado pela polícia de ter assassinado na madrugada de 12 de dezembro do ano passado, na Rua do Copala, zona sul de Macapá, o jovem Max Tavares da Silva, de 18 anos, que foi executado com dois tiros no tórax e um no rosto.

De acordo com o delegado Ronaldo Coelho, da Delegacia Especializada em Crimes Contra a Pessoa (Decipe), o inquérito concluiu que ‘Café’, como é conhecido o traficante, foi quem executou o jovem. O crime estaria ligado ao tráfico de drogas naquela região.

Jeferson Café ainda é suspeito de envolvimento em pelo menos mais quatro assassinatos. O mandado de prisão foi expedido pelo juiz Antonio José de Menezes, da 1ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Macapá. 

Agentes da Divisão de Capturas tinham informações de que Jeferson Café poderia estar armado com uma pistola Ponto 40, mas o armamento não foi localizado na casa onde ele estava homiziado. 

Os agentes campanaram em frente à casa do traficante desde as primeiras horas da manhã. A moto usada por Café estava em frente ao imóvel, confirmando que ele poderia estar dormindo no local. Ao sair no portão, o traficante foi preso. Não houve tempo para qualquer reação. Jeferson foi apresentado no Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) do Pacoval. Ele responde a inquéritos na Polinter, 4ª Delegacia de Polícia Civil e Decipe.