Capenga


Se últimas quatro eleições foram pobre, as deste ano vão ser paupérrimas, na avaliação de quem entende do assunto.
Tempo ínfimo de campanha, crise econômica e lupa do MP dando a voz de comando.