Nada pessoal


Kaká descarta: não há orquestração nenhuma em trâmite pelo mandato de Augusto Aguiar.
Que a avaliação de faltas é um processo administrativo de rotina, também extensivo a outros parlamentares da Casa.