Alívio


Médico e ex-deputado, nessa ordem, Alexandre Torrinha hoje confessa ser bem mais feliz fora da política do que dentro dela —porque não tinha sossego nenhum, mesmo quando em lazer, tendo que dividir copo de cerveja com eleitorado, e até pagar motel pros outros gozarem.
“Era um inferno. Deus me defenda. Não quero nunca mais saber disso”, diz Torrinha.