Cartada



Com situação piorando cada vez mais, e desanimado com resultado de conversa com ministro Meirelles (Fazenda), em Brasília, WGóes já admite também declarar estado de calamidade pública no Amapá —seguindo pegadas de có-irmãos, esses já decididos, inclusive.