Recuo



Ainda falta muito para os políticos amapaenses tomarem vergonha na cara.
Mas, admita-se, já faltou bem menos, antes da virada eleitoral em 2014 —no parlamento federal, principalmente.