Será?


Feirantes seguem chiando não terem como transportar produção agrícola para as feiras, em Macapá.
Mas o Setentrião manda assessoria ligar e diz que contrato com caminhoneiros está vigente e com pagamentos atualizados, inclusive.
E agora, José?