Ação


Roni Silva (Conselho Estadual de Saúde): “Não concordamos com esse novo modelo de gestão da saúde; falam apenas dos pontos positivos, mas não abordam questão dos fracassos; o governo vai repassar os recursos, mas a entidade não se obriga a seguir a lei de licitação, o que vejo como ‘carta branca’ para a iniciativa privada gastar como quiser os recursos públicos”.