‘Acerto’


Charles Bordallo vai mais além: nega acerto prévio do voto com o presidente da OAB do Amapá, Paulo Campelo.
Mas, pondera: “Mesmo se tivesse havido, eu votaria de acordo com a minha convicção”.