Cotas


TRF da 1ª Região acatou pedido feito pela Unifap e derrubou liminar que proibia política de cotas na universidade, até então suspensa por decisão da Justiça Federal do Amapá.
Portanto, tudo volta ao que era antes no quartel de abrantes.