Racha



PSB e PPS são os partidos da base que mais estão dando dores de cabeça a Temer para aprovar reformas trabalhista e tributária.
No caso específico do PSB, dos 35 deputados, 16 foram contra e os demais se ausentaram da votação na Câmara.