Improbidade


Mais um gestor cai na malha do MP: desta vez é o ex prefeito de Porto Grande, Tonho do Matapi, acusado de fazer nomeações para cargos fantasmas e de colocar duas pessoas para um só cargo em comissão. Coisa vai pegar pras bandas de lá.