“Farra de passagens”


Dos 72 denunciados à Justiça pela PGR por gastos irregulares com passagens aéreas, que chegaram a R$ 8,3 milhões, seis são ex deputados federais do Amapá. Eles são acusados de uso de passagens para passeio ou de ter cedido créditos para terceiros.