Cadê o Procon?


Mais condenável ainda é que essas facilidades de acesso divulgadas em panfletos e difundidas pelas redes sociais atraem jovens de todo o estado, principalmente do interior. É preciso fiscalização e punição rigorosa, porque propaganda enganosa é crime.