Juízo



Capiberibe, entrevistado na Diário FM, disse ser pela condenação em 2ª instância, mas entende que o STF deva cumprir Constituição Federal, que prevê última instância.