Desespero



Não se sabe como poderia ser feito, nem se poderia, e tampouco quem o faria, mas lideranças do Bailique já fazem atos públicos pedindo ressarcimento dos prejuízos causados pelo fenômeno ‘terras caídas’.