Foro



E, como se esperava, reação do Congresso, por conta da restrição ao foro só atingir políticos, já veio pela voz rouca de Rodrigo Maia:
“Estranhei a seletividade do STF”, disse, considerando “incompleta a decisão do Supremo”
Mais:
“Não é justo que o Supremo interprete que não há necessidade de foro para uns e continua existindo a necessidade para outros”, atirou Rodrigo Maia, da presidência do Congresso.