Copa



Macapá começa a respirar ares da Copa do Mundo com fachadas e ruas pintadas de verde e amarelo.
Otimismo há porque seleção é forte, mas não custa pedir proteção Divina para que fiasco de 2014 não se repita.