Fora



Nada a ver com o TRE, onde noutros tempos também já foi corregedor.
O afastamento de Agostino Silvério, determinado pelo CNJ, a pedido de Noronha e aprovado uninimimente, é do cargo que exerce atualmente, na corregedoria geral do Tribunal de Justiça do Amapá.