Imbróglio



Queda de braço entre HE e SAMU, por causa de macas, parece que nunca acaba.
E a população, sem socorro de emergência, segue pagando o pato.