Evidência



É como tentar enfiar uma baleia dentro de uma piscina jacuzzi esconder que político que se preza, seja ele quem for, desde que de olho no Setentrião em 2022, e derrotado na eleição atual, não torça por Waldez numa disputa em 2º turno —mas não necessariamente, claro.
Porque, impedido por lei, se reeleito ele não poderá mais ir a um 3º mandato, logo uma pedra a menos no caminho de pretensos futuros candidatos ao trono.
Né?