Nariz a nariz



O debate entre candidatos na TV Equinócio, nesta sexta 28, foi tipo champanhe sem gás: sem gosto e graça.
Mas, pra não destoar enredo, com cada um deles procurando fazer o seu showzinho de cena, com punhados de soluções para os intermináveis problemas do Amapá.