Proteção



MP-AP reúne com órgãos públicos responsáveis pelo patrimônio histórico cultural em 3 de outubro.
Como pressão para realização de vistoriais nos pertinentes, pra evitar tragédias, como o incêndio que destruiu o Museu Nacional, no Rio.