“Caixinha”



Por conta de ‘taxa de segurança’ imposta aos comerciaintes de Oiapoque por uma delegada da Polícia Civil, MP-AP pediu ao MPF para entrar no STF pedindo inconstitucionalidade da cobrança, prevista em várias leis estaduais.