Calote



MP/AP cobra repasse de compensações financeiras de 2009 a 2019, que GEA recebeu mas não teria depositado nas contas das prefeituras de Serra do Navio e Pedra Branca.