Nada a ver



“Porque não tem nada de eleitoreiro, tanto que funciona desde 2009 e atende atualmente mais de 10 mil jovens com qualificação para inserção no mercado de trabalho”, desabafa o secretário Pedro Filé (Sejuv).