Reação



Capiberibe, ao culpar TRE/AP por alegados contratempos avassaladores em véspera de eleição, provocou lamentos e ranger de dentes na Corte eleitoral, como demonstrado pelo advogado Seixas, do jurídico da instituição, em Macapá.