Dependência



Muito identificado com os segmentos culturais do estado, Heraldo justifica:
“É porque vamos depender diretamente do orçamento do ministério da Educação, que vai puxar a maior fatia pra lá e o setor cultural vai ficar na expectativa de migalhas”, enfatiza.