Menos médicos



Por causa da implicância de Bolsonaro contra eles, Cuba cumpriu ameaça e se retirou do programa Mais Médicos.
Agora resta saber como futuro presidente vai suprir carência de profissionais nas mais longínquas regiões do país, Amapá incluso.