Resgate



Com novas tecnologias, sonegadores não têm mais vida fácil.
Como resultado da fiscalização mais rigorosa, MTE no Amapá já recuperou este ano mais de R$ 2,8 milhões até então escoados pelo ralo. Já depositados nas contas dos trabalhadores para resgate futuro.