Rua!



Não bastasse o atraso salarial de 2 meses, presidente Acácio Favacho (CVM), sem dó nem piedade, está guilhotinando servidores com cargos de confiança e também aqueles sob contratos administrativos.
E absolutamente nada a declarar de convincente, quando cobrado.