Caminho livre



Caso vença queda-de-braço com Abdon, Patrícia pode assumir mandato sem risco de ser cassada por causa de prestação de contas, já aprovadas pelo TRE, embora com ressalvas.
Mas, acusada de corrupção eleitoral, ainda é alvo de representação do MPE.