Inseguro



Mesmo já despachando como presidente da CVM, Ruzival Pontes ainda aguarda martelada final do Pleno do Tjap sobre validade ou não da eleição.