Mimo



Como parte do toma-lá-dá-prá, Rodrigo Maia antecipou a deputados R$ 17 mi de auxílio-mudança, bancada do AP inclusa.
Pra se reeleger presidente da Câmara, agora no governo Bolsonaro (PSL).