Pela culatra



Já Bruno Cei defende a liberação de armas, mas alerta pra necessidade de se preparar bem para fazer uso de forma correta.
Para evitar que “tiro não saia pela culatra”.