Protestos



Cresce movimento do MBL, com Adler Neves à frente, contra o que chama de cartel das grandes empresas de transporte coletivo, em relação às tarifas de energia elétrica, gás e combustíveis.
Tendo redes sociais como difusoras.