Acervo



Executivo e Legislativo, juntos, deveriam comprar acervo histórico, artístico e cultural de historiadores para preservação e exposição ao público em ala específica no Museu Sacaca.
Antes que o tempo soterre de vez a história do Amapá.