“Pra botar EFA novamente nos trilhos, o Amapá não gasta menos que R$ 200 milhões”, disse à coluna Glauco Cei, novo presidente da Cia Docas de Santana.