Depois de Eduardo Bolsonaro, em tuítes, debochar da dor de Lula, pela morte do neto de 7 anos, já há até bolsonaristas do PSL concluindo que “o país está nas mãos de um bando de desequilibrados” —em alusão à família do Presidente, claro.