Golpe



“Um assessor de Michel JK violou a integridade do patrimônio público; as imagens mostram claramente; outros que fizeram isso foram presos; a Câmara é independente, trata-se de eleição ‘interna corporis’; por que outros Poderes tentam o tempo todo entrar à força? É um golpe!”.
Yuri Pelaes, vereador do MDB