Cartada



Lemos não esconde: aposta fichas no concurso da Alap, que coordena, pra espelhar candidatura à sucessão de Clécio, ano que vem.

E, à exceção da Rede, com quem troca figurinhas, só não fecha com Davi porque o PSol nacional não quer conversa com o DEM.