Tiroteio



Vereador Rarison não tem economizado críticas a Ofirney, em Santana.

A ver com possível fatiamento salarial de servidores, que o vereador atribui a “contratos administrativos (1.732) do interesse político do prefeito”, diz.



Bolsonaro se diz ‘por aqui’ com Levy, do BNDES.

“Está com cabeça a prêmio já faz algum tempo”, disse o presidente.

“E perde o cargo se não demitir gente do PT e PSol que tem lá dentro”, ameaça Bolsonaro.

Faz falta



“Avis rara, Clóvis Rossi pertencia a uma raça especial de repórteres, hoje tristemente em extinção”, escreve Josias de Souza.

Trinta anos de Folha de S.Paulo,

Rossi, que morreu neste sábado 14, aos 76, exercitava seu talento jornalístico na economia, esporte, buraco de rua, o diabo: “valia por dois”, conta Josias de Souza no seu Blog no UOL.

Mano a mano



General Luiz Ramos já começou a aparecer bem na foto nariz a nariz com o chefe Bolsonaro.

É quem logo, logo vai substituir o colega milico Santos Cruz, demitido, na secretara de governo, a partir de Brasília.

Corda bamba



Dos 16 prefeitos interioranos, pelo menos 4, até agora, já estão ‘encrencados’ com a Justiça.

A saber: Victor Hugo (Itaubal), Jones (Calçoene), Orlanda (Oiapoque) e Dielson (Vitória do Jari), nessa ordem.

Uns por embolso indevido e outros por enroscos na Justiça Eleitoral (TRE).

Emprego



Prefeito Ofirney Sadala lança edital para concurso público em Santana.

Destinado a suprir vagas (19) na STTrans, é o 1º concurso na gestão de Sadala na prefeitura santanense.

Mexida



Waldez empossa Andrezza Melo (Fcria) e Neiva Nunes (Ipem), nesta sexta 14, no Setentrião.

“Duas mulheres com larga experiência em gestão pública pra somar em nossa equipe”, resumiu o governador, em fala.

Manifestação



Foi do tipo ‘chinfrim’, por assim dizer, greve geral, em Macapá, contra reforma da Previdência e corte na educação.

Sem fogos e clarinadas, menos de 500 manifestantes, na estimativa de organizadores.

Destino



Vice Jaime visita o DA e, no centro do tablado, explica tintim por tintim o que o governo planeja fazer no prédio do Macapá Hotel.

“Sem pinta de ‘repartição pública’ e, no revés, muito bem integrado à tendência turística do lugar”, diz Jaime, no resumo da opereta.

Meu Deus…



Assustado com mudanças na reforma, Guedes diz que, a continuar assim, ‘deputados podem abortar a Previdência’.

Crise?



Sobre críticas de Guedes a deputados, Maia reage: “o ministro (economia) está gerando uma crise desnecessária”.

Mas, a seguir, admitindo que o governo de Bolsonaro virou uma verdadeira “usina de crises.”

Vai, não vai



Com prazo até julho, Boêmios já tem enredo —Belezas africanas, mas ainda sem definir projeto de construção de seu desfile, no Sambódromo.

A escola também ainda não se resolveu sobre eleição encalhada na Justiça.

Crime



Ameaçado de morte, Randolfe vai à polícia, em Brasília, por medida protetiva.

Em uma das ligações, uma pessoa que se identificava como militar disse, segundo a equipe de Randolfe, que “é fácil ser contra o decreto de armas sendo que ele anda com seguranças.”

“Nós, profissionais de segurança privada, estamos nos comunicando com colegas do Amapá para comunicar seu posicionamento contra o porte de armas”, disseram no WhatApp.

O senador da Rede atribui ameaças ao seu posicionamento, a partir do Senado, contra o ‘decreto das armas’, do presidente Bolsonaro.

Rua



Bolsonaro demite general Santos Cruz da secretaria de governo e outro militar, Luiz Eduardo Baptista Pereira, assume pasta.

Cruz vinha de seguidos atritos com filhos (Carlos) e guru (Olavo) do presidente.

Diálogo



Ivana (PGJ) e Milhomem (Secult) se encontram pra afinar parcerias pelo fortalecimento da cultura amapaense.

Nesta quinta 13, no gabinete da procuradora, no MP/Samaúna.