Suspeito de executar sargento Wanderley é preso no Pará



Homens do setor reservado de inteligência do 4º Batalhão de Polícia Militar (4º BPM) e da Promotoria de Investigações Cíveis e Criminais (PICC) do Ministério Público do Amapá, acabaram de prender no município de Monte Alegre (PA), um dos principais suspeitos de envolvimento no assassinato do 2º sargento da Polícia Militar do Amapá, Wanderley Costa Araújo, 46 anos, executado a bala na noite de 13 de dezembro do ano passado.

O crime ocorreu no interior de um bar localizado na avenida Santana, em Santana, distante 17 quilômetros de Macapá. O policial estava de folga na hora do crime, e foi alvejado inicialmente pelas costas.

De acordo com a assessoria de imprensa do 4º BPM, Angelo Rodrigues da Silva, o ‘Cabeludo’, estava homiziado no município paraense desde o crime. Contra ele existia um mandado de prisão em aberto. De acordo com o diretor de comunicação do Batalhão, sargento P. Alves, novas informações sobre a prisão estão sendo aguardadas, já que a equipe responsável pela prisão está em deslocamento com o preso.

O crime

O 2º sargento da Polícia Militar, Wanderley Costa Araújo, 46 anos, foi executado à bala na noite de 13 de dezembro de 2014, durante uma emboscada em um bar localizado na avenida Santana, em Santana, distante 17 quilômetros da capital, Macapá. Pelo menos três homens são suspeitos de envolvimento na morte do policial, que estava de folga.

Segundo testemunhas, os homens chegaram ao local em um carro escuro. O veículo parou em frente ao bar, mas do outro lado da rua. O sargento estaria de costas quando foi surpreendido pelos criminosos, sem chance alguma de defesa. Pelo menos quatro tiros foram disparados contra a vítima, sendo que um deles atingiu a cabeça de Wanderley que tombou morto no local.

A arma do policial foi levada pelos bandidos. Na cintura de Wanderley estava apenas o coldre da arma. 
Os bandidos fugiram pela rodovia JK. Cerca de duas horas depois o automóvel foi localizado abandonado próximo ao Fórum de Santana. Durante a madrugada de domingo, 14, homens do Batalhão de Operações Especiais (Bope) prenderam, em Macapá, um dos suspeitos que foi identificado como Railton Cardoso Araújo, de 22 anos.

Ele foi reconhecido por testemunhas, inclusive, de um posto de gasolina onde os suspeitos teriam abastecido o carro minutos antes do crime. O homem foi apresentado na Seccional de Flagrantes do Pacoval.

A polícia chegou a ir ao endereço de Cabeludo, no bairro Infraero I, mas ele já havia fugido do local.