Braços cruzados



 

Quem também cruzou os braços, hoje, foram os servidores do Imap.
Eles reivindicam 20% de insalubridade sobre os salários.