Cobrança



Paulo Lemos (Psol) pede celeridade da gestão da saúde e cobra de Pedro Leite (Sesa) resultados obtidos durante estado de emergência decretado no setor: 
“Está tudo parado, inclusive a Saúde. Afinal, 100 dias de mandato já é tempo de mostrar resultados”, alfineta o Psolista.