Fusão



PSB e PPS viram partido único, mas ainda sem sigla definida —o que, em Macapá, leva Amanajás a optar por uma outra legenda, se candidato à prefeitura, por falta de afinidade política com capiberistas.