Sem acordo



Professores rejeitaram proposta de 4% apresentada pela prefeitura e professores mantém greve, o que pode até comprometer o calendário escolar deste ano.