Aperto



Em Macapá, mesmo à base de um prato prefeito, conhecido PF, já não se come fora por menos de 30 reais.
Sinal de que a crise também já começa a doer na barriga.