Bis



Não reeleição, pela reforma política, só vigora a partir de futuros eleitos, o que, no caso do Amapá, possibilita recandidatura de Waldez Góes em 2018.