Cativante



Já 3 vezes condenado por transformar dinheiro público em privado, quando prefeito de Amapá, Rildo Alaor volta à pauta do TCE, amanhã.
Ainda não visto como exemplo máximo de virtude, se caírem os pinos voa de novo pelos ares.
Tadinho.